loteria

Loteria

Perto dos meus vinte anos foi quando eu mais sonhei sonhos impossíveis. Lembro tão bem: entre uma onda e outra dos mares cristalinos de Santa Catarina, idealizava uma virada genial na minha vida. Ganharia na loteria, moraria de frente para o mar, teria carro bacana e conheceria, finalmente, Nova Iorque.

Claro, eu era jovem e nem desconfiava o quanto as águas catarinenses ainda me ensinariam. Foi lá, por exemplo, que descobrimos a gravidez do Gianluca.

Seria muito clichê declarar que ganhei na loteria ao casar ou quando nasceram os guris. Não faria isso contigo, leitor querido, apesar de realmente me sentir um felizardo por isso.

Mas arrisco dizer que foram eles a me mostrar que dos meus sonhos impossíveis de décadas passadas, o da casa com vista para o mar é o único do qual não devo abrir mão. E que nela devem estar justamente as pessoas que eu amo.

Ou seja, me fizeram entender que os sonhos fazem sentido apenas quando você está rodeado de amor.

Não, não bebi nem fiz voto de pobreza. Pelo contrário, bebo muito pouco. Mas Nova Iorque e casa na praia sem eles simplesmente não é sonho, muito menos loteria.

Você também não bebeu e sabe bem que sorte grande é quando a febre baixa após duas noites sem dormir. Entende perfeitamente o prêmio milionário que é receber um abraço apertado de um filho que, em seguida, arremata com “eu te amo”.

Não abri mão de ganhar na Mega Sena, mas a verdade é que tenho apostado muito mais em uma relação vitoriosa com meus guris do que tenho ido à lotérica.

E assim é minha vida de pai. Entre dias de repetição cansativa de mantras para educar filhos e momentos em que minha mente se cala só para contemplar o Stefano descobrindo a leitura em cada letreiro de loja ou o Gianluca se aventurando no seu primeiro amor.

A paternidade pulsa nos detalhes.

Sim, a paternidade é vivida, de verdade, nos intervalos entre cada ato de afeto. E se você estiver priorizando a cartela de loteria ou focado no resultado futuro, estará perdendo os números já sorteados que estão ao teu lado ansiosos por ti.

Aposta neles. Os boletos a gente dá um jeito de pagar.

4 comentários em “Loteria

  1. Seja qual for seu sonho, comece.
    Ousadia tem genialidade, poder e magia.
    Esta sugestão vem de J. Goethe, acho que estás seguindo, não é?

Deixe uma resposta