Daisy isolated on black background

Precisamos falar a verdade sobre a mãe de vocês

Meus amados filhos, essa cartinha era para ser lida quando fossem escolher uma parceira para a vida de vocês, mas como o papai queria fazer uma homenagem pública para a mamãe, vai ficar aqui no Blog mesmo, ok? Daqui a alguns anos, voltem aqui e releiam, é bastante simples.

Seguinte, preciso dar a real: nem todas as mulheres são como a mamãe. Sejam cautelosos e, basicamente, escutem o coração na hora de escolherem.

Seguem alguns itens a serem observados:

Sabem quando a mamãe dá um abraço e aperta na medida exata para que os coraçõezinhos de vocês se toquem, e todo o corpo de vocês relaxa e se aquece de alegria? Procurem esse abraço por ai, é raro de encontrar, mas não desistam.

Quando tu imagina que a “pior” coisa que pode acontecer com a mamãe é acordar bem cedinho e ela própria decide atender o teu pedido e passa a se acordar às 6h da manhã para te levar ao colégio, te digo, tanta doação não é fácil de encontrar, mas é fundamental para a mulher de vocês.

Não pensem que a mamãe adora fazer longos temas de matemática. Mas sim, a mamãe adora fazer longos temas de matemática com vocês. Essa mudança de gosto não é para todo mundo. Outra coisa, definitivamente a mamãe sente sono, apesar de ler todas as noites para vocês. Esse dom é raro, persistam até encontrar.

Nem todas as mulheres tem essa voz serena para interromper no momento certo nossas brigas quando me excedo na irritação. Poucas mulheres conseguem domar três meninos apenas com o olhar, anotem ai.

Quando estamos na frente da TV, a mamãe dispensa as séries dela para liberar os desenhos de vocês. Gurizada, conheço bem essa mulher, é uma grande superação ficar sem suas séries.

A pessoa que mais gosta de futebol na casa (ela), foi gerar justamente 2 caras do time rival, e ainda por cima se controla na pegação de pé a cada eliminação do Grêmio. Essa esportividade é desejável na mãe dos filhos de vocês, mas que seja gremista de preferência, ok?

Isso vocês nem sabem, mas ao entrar para um Coral, essa mulher olhou para o cara mais improvável e, ao que tudo leva a crer, se apaixonou por ele. Isso é para poucas mulheres, garanto.

Já eu, ao me apaixonar por essa mulher, meus queridos malinhas, entendi que era a pessoa certa para vocês. Pude ver naqueles olhos verdes cristalinos a profundidade do amor que ela iria dedicar a vocês. No momento em que a beijei pela primeira vez, me confortei naqueles lábios e percebi, escutariam doces palavras a serem ditas para vocês nos momentos mais difíceis.

Meus amores, acabo por aqui, mas não sem antes dizer que, quando nos assustamos e vibramos na primeira gravidez dessa mulher, vi uma luz que não é fácil de encontrar por ai. Um brilho que não se vê em qualquer estrela. Uma paz que não se encontra em qualquer templo. Procurem bem por essa calma iluminada.

Finalmente, não me agradeçam pelos conselhos. Quando conheci a mãe de vocês, entendi que aquele era o coração que iria gerá-los e eu nada pude fazer, a não ser entregar minha alma para junto à dela multiplicarmos o amor que nos unia.

Como eu disse, muito simples: ao sentir essas coisas aí, terão encontrado a mãe dos meus netos. Boa sorte na caminhada, se for como a minha, dará sentido à vida de vocês.

2 comentários em “Precisamos falar a verdade sobre a mãe de vocês

Deixe uma resposta