181125 - Família_Mala-29

Carta aos meus filhos

Nunca achei que fosse fácil. Nunca pensei que seria tão intenso quanto a força do mar. Mas sempre acreditei que me transformaria.

Então, meu filho, nesta breve carta, pretendo te deixar esta única e singela sugestão para tua vida: seja pai.

Quando tua mãe engravidou, nós engravidamos e foi como se o sol tivesse nascido para nossa família. Uma felicidade continental tomou conta de nós, e nem sabíamos todas as coisas boas que ainda viriam.

Teu nascimento me fez chorar como nunca, e só entendi o que estava acontecendo quando voltei a dormir, meses depois. E mesmo assim, seguíamos com sorriso de olheira a olheira.

Te digo, seja pai e liberta-te. Para amar e ser amado.

Ser pai ilumina teu coração, aquece a alma tal qual fogão à lenha no inverno gaúcho. Aconchega a família em torno de um bem maior, une nossos amores e transborda a alma.

Ser pai, meu filho, é isso. É sobre amar, ser amado e perpetuar o lado bom da vida.

É sobre querer ser melhor a cada dia. É sobre fazer o bem, sobre melhorar o mundo a partir do cotidiano familiar.

Ser pai é aliviar as angústias de um dia pesado ao receber um simples sorriso do teu filho. Ser exemplo mesmo sabendo-nos imperfeitos. É sentir-se imprescindível e não contar a teu filho que, na verdade, ele é o grande alicerce dessa história toda.

Ser super-herói, ter codinome e poder chorar na primeira vez em que te chamam pelo teu verdadeiro nome: “papai”.

É flutuar num céu de estrelas a cada colo dado, a cada beijo roubado, a cada afeto trocado.

Ser pai é ter a maior alegria de uma vida e toda ela caber na palma da tua mão.

Cuida: no início, nos sentimos tão imensamente responsáveis que acabamos por nos ausentar para uma dedicação excessiva ao trabalho acreditando que estamos provendo a família com o que, depois entendemos, não é o fundamental. Apressa teu aprendizado, saiba-te mais importante em casa.

Atenção: seja pai e aproveita absolutamente todas as oportunidades que tiveres de abraçar e beijar teu filho. Brinca com ele sempre que puderes. O tempo não perdoa.

Dá limites. São das grandes manifestações de amor da paternidade. Um filho implora por eles. Nosso papel é amar por meio dos limites. E lembra, guri: limite não é secura, dureza. Limite pode escorrer em mel de abraços, desde que você aprenda o poder dos seus exemplos e a força de suas palavras.

Seja pai e seja presente. Não há tarefa de mãe e tarefa de pai. Há tarefas de quem ama. Lembra:  apoia sempre tua esposa durante a gestação. E depois. E para sempre. Ninguém deveria ser mãe ou pai sozinho. Se acontecer, tá tudo certo, respira e segue, mas que não seja por omissão.

Por fim, meu filho, seja um pai melhor do que eu sou. Estamos nessa vida para nos superarmos. A cada dia. Estou sendo um pai melhor do que teu avô pode ser comigo. Tu tens o direito de ser um pai ainda melhor.

Seja pai, meu filho, e entenda de uma vez por todas a tua missão nessa vida.

Ser pai também vai te esgotar. Acredita, tu vais sentir vontade de sumir. E vai precisar sumir por alguns instantes e está tudo bem. É isso mesmo. E volta inteiro para teu filho. Ele vai entender quando você voltar completo e disponível.

É desafiador também. Mas não ceda às soluções mais fáceis, geralmente são ineficazes e cobrarão um preço alto no futuro. Procede com calma. Escuta teu filho. Aprende com ele e vocês percorrerão o melhor dos caminhos juntos.

Meu filho, por favor, seja pai porque foi assim que me descobri inteiro. Foi assim que me entendi como ser humano, falho e imperfeito, mas disponível para te amar.

E se puderes, tenha mais de um filho. Não duvida da tua capacidade de amar. Ela é proporcional aos filhos que terás.

E lembra de um dia deixar uma carta para o teu filho contando teus segredos. Estes são os meus.

Te amo,

Papai.

11 comentários em “Carta aos meus filhos

  1. É verdade, a gente só aprende vivendo. Geralmente os jovens não entendem as preocupações dos pais, só vão entender depois que se tornam pais. Como pais procuramos fazer o nosso melhor. Hoje, vejo meu filho como pai, um pai que faz muito mais pela filha do que o pai dele fez por ele.
    Sua carta é uma ótima reflexão!

  2. Ai que lindo! Fiquei até emocionada, foi inevitavel não lembrar do meu pai com essas palavras. mesmo que eu não seja mãe nem nada, fiquei tocada com suas palavras! Amor de pai é tudo na vida, não sei o que eu seria sem o meu. <3

  3. Tenho desejo de ser pai, mas ao mesmo tempo tenho medo. Medo da responsabilidade. Quem sabe um dia, né?

    ______
    [SOBRE MIM]
    Jovem estudante entusiasta de Psicologia que sofre com Transtorno Afetivo Bipolar (TAB). No meu blog você vai encontrar desde artigos técnicos informativos de Psicologia, Psicanálise e Saúde Mental, a também reflexões, desenhos e poemas de minha autoria.
    ______
    Acesse: http://relatosdeumgarotodeoutroplaneta.blogspot.com
    Facebook: https://www.facebook.com/garotodeoutroplaneta/

  4. Olá,

    Que post lindo! Adorei a ideia de você escrever uma carta para seu filho e parecer essa bela mensagem: de que ele deve ser pai. Gostei bastante de você abordar isto e é possível sentir toda a sua emoção e sentimento pelo seu filho através das palavras. Parabéns!

    Beijos!

  5. Que texto estupendamente lindo! Poucas vezes vi uma abordagem tão realista e tão cheia de amor sobre a paternidade. Te dou parabéns pela sensibilidade da escrita, mas principalmente por assumirem de um modo tão perfeito a missão de ser pai.

  6. Nossa, que carta mais linda! Meu Deus!

    Ainda não sou mãe e o meu namorado não é pai, mas essa vontade vem crescendo… E sei que na hora certa, isso vai acontecer. Vai ser lindo. Vai ser difícil. Mas no final, como você mesmo disse, vale a pena. Todo o esforço, dedicação e tempo envolvidos, valem a pena. Eu vejo pela minha própria família, que apesar de todas as brigas e diferenças de opiniões, que duraram até o início da minha fase adulta, nos respeitamos acima de tudo. Nos amamos acima de tudo. Isso é uma família de verdade. Não é sobre ser perfeita, é sobre desenvolver laços, confiança, estrutura emocional. Amar e amar. Perdoar. E estar sempre ali para ajudar.

    Parabéns pela carta, vou compartilhar na página do meu blog. Parabéns!

Deixe uma resposta