A TRANSFORMACAO

A transformação

Eu mudei porque minha pulsação foi alterada no minuto em que soube que seria pai. E nunca mais meu coração bateu como antes.

Os dois me transformaram. Porque eu deixei. Foi inevitável, mas muitos homens geram filhos e negam a mudança. Eu mudei.

A arritmia pós-filhos é pura cadência. Doce descompasso que passa a coordenar nossa jornada. Faz parte do combo que trás também: um fã, um ídolo e uma família. Do jeito que for, desde que haja amor.

Sem muita explicação, pelo simples fato de que não há palavras suficientes para se fazer entender, a transformação chega e arrebata a gente.

Não há livro que nos prepare. Pelo contrário, nossa tradição nos afasta dessa evolução que a paternidade trás. Coube a mim, cabe a ti aceitar que o novo pode ser melhor. E mergulhar de coração inteiro.

Todos os sentidos ficam mais potentes. Sentimos mais. Arrepio que levanta cada um dos nossos pelos. Choramos em apresentações na Escolinha, soluçamos na formatura. E, mesmo sem lágrimas, estufamos o peito diariamente para que caiba em nós tanto amor.

Antes míope, meus filhos me fizeram multifocal. Enxergo cada um de uma forma diferente. Únicos em suas singularidades, potentes na união.

Sigo imperfeito. Sigo errando diariamente. No mesmo compasso, sigo acertando a cada instante. Porque assim é a paternidade. Nos transforma e trás consigo essa vontade de fazer melhor a cada dia. Por eles. Por nós.

Admito, quero que tenham orgulho de mim, ao menos uma parcela do que tenho deles. Quero que me vejam como exemplo e que isso dure o tempo suficiente para eu seguir acreditando que acerto mais do que erro.

Quero que essa transformação chegue para nós três. Que eu consiga fazer desses guris, homens que aceitem essa metamorfose.

A paternidade não deveria ameaçar ninguém, muito menos o pai.

Seja homem e aceite sair do casulo e assumir a transformação mais profunda e arrebatadora da nossa vida.

Se precisar, para agora de ler esse texto e abraça teu filho. Inteiro, de verdade. Se for o caso, ainda dá tempo, liga para ele e diz que houve mágoa demais, que hoje vocês irão se reconciliar.

Aceita. Aceita o amor. Não te assusta, ele dá esse frio na barriga, mas aceita, só “piora”.

 

2 comentários em “A transformação

  1. Olá! Sua história é espetacular!!! Tenho uma filha com agenesia da mãozinha direita! Faço parte de uma Associação que se chama Dar a Mão! Somos mães transformadas para que possamos transformar o mundo a nossa volta! Compartilhei sua história nos nossos grupos de WhatsApp! Deus o abençoe! Um abraço!

Deixe uma resposta